I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas são realizados em Palmas – TO

 

Entre as modalidades do jogos estão: tiro com arco e flecha; arremesso de lança; cabo de força; corrida de velocidade rústica (100 m); canoagem rústica etc.

Depois do sucesso da Copa do Mundo, o Brasil se consolida como sede de grandes eventos esportivos. Agora o desafio é realizar o I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas – JMPI, que acontecem desde o dia 23 de outubro com término dia

Ler mais
Leia mais

Lideranças indígenas questionam eficácia das grandes conferências sobre clima

 

COP 21

 

A Roda de Diálogos sobre Mudanças Climáticas, parte do Fórum Social Indígena dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas – JMPI, reuniu ontem, dia 26/10, em Palmas, lideranças indígenas de vários povos, que questionaram a eficácia de grandes conferências sobre clima.

“Nós estamos aqui, uma minoria dos povos, questionando os direitos que a Constituição Federal nos declara. A Eco 92 discutiu questões dos povos indígenas que até hoje não … Ler mais

Leia mais

Terras indígenas protegem 30% do carbono da Amazônia

Segundo relatório do IPAM, territórios demarcados evitam emissões de 431 milhões de toneladas de gás carbônico entre 2006 e 2020; povos indígenas têm alta vulnerabilidade a mudanças do clima.

 

Floresta em área indígena na Amazônia (Foto: Damian Nery/Ipam)
Floresta em área indígena na Amazônia
Foto: Damian Nery/Ipam
A conservação de terras indígenas é importante não só para a manutenção do modo de vida desses povos, mas também para a política de clima no Brasil. De acordo com estudo … Ler mais
Leia mais

FUNAI quer reforço para acabar com conflito entre fazendeiros e índios guarani-kaiowá em MS

Lideranças indígenas de seis povos (Guarani-kaiowá, Terena, Munduruku, Baré, kambeba e Baniwa) realizam ato em protesto ao assassinato do líder Guarani-Kaiowá, Semião Vilhalva (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Lideranças indígenas de seis povos – Guarani-kaiowá, Terena, Munduruku, Baré, kambeba e Baniwa,  realizam ato em protesto ao assassinato do líder Guarani-Kaiowá, Simeão Vilhalva .

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Por causa do conflito fundiário entre índios guarani-kaiowá e fazendeiros em Mato Grosso do Sul, o Ministério da Justiça pode reforçar a presença da Polícia Federal e da Força Nacional no Estado. A informação é do presidente da Fundação Nacional … Ler mais

Leia mais
Página 3 de 3123
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.