Greenpeace Brasil e a energia fotovoltaica

Greenpeace Brasil lança estudo sobre como a energia fotovoltaica pode trazer benefícios ambientais, sociais e econômicos.

 

 

Já pensou sobre o que mudaria no seu dia-a-dia se você pudesse gerar sua própria energia, ter mais independência, mais escolhas e menos gastos?

Agora imagine como seria nosso país se a energia solar fotovoltaica estivesse na casa de muitas e muitas pessoas.

Que tipo de benefícios veríamos na nossa economia? E … Ler mais

Leia mais

Campanha Global ‘Vamos nos LIBERTAR dos combustíveis fósseis!’

De 2 a 15 de maio de 2016, uma onda global de ações em massa terá como alvo os projetos mais perigosos relacionados a combustíveis fósseis para manter o carvão, petróleo e gás no subsolo e acelerar a transição justa para 100% de energia renovável.

É o movimento LIBERTE-SE DOS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS, ou BREAK FREE 2016 em inglês.

Todos podem ajudar a fazer uma revolução energética, aproveitando o … Ler mais

Leia mais

Aterro sanitário no Ceará começa a produzir biogás gerado pelo lixo

 

Com características semelhantes ao gás natural, o biometano vai começar a ser produzido no Ceará a partir do Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia – ASMOC, localizado na Região Metropolitana de Fortaleza.

O projeto, batizado de Gás Natural Renovável Fortaleza (GNR Fortaleza), é uma parceria do governo do estado e da prefeitura de Fortaleza com empresas privadas.

A primeira etapa da usina foi inaugurada ontem (11), com a ligação … Ler mais

Leia mais

Brasil e a energia renovável

Brasil é um dos dez maiores investidores em energia renovável do mundo, aponta relatório do PNUMA.

 

 

Agência ambiental da ONU calculou que, em 2015, investimentos globais em energias renováveis atingiram o valor histórico de 286 bilhões de dólares.

Recursos para energia solar no Brasil chegaram, pela primeira vez, às centenas de milhões, alcançando o equivalente a US$ 657 milhões.

Energia eólica dominou mercado brasileiro, angariando 5,7 bilhões em … Ler mais

Leia mais

Novas regras para o pré-sal e o desinvestimento em combustíveis fósseis

160311a

 

O sonho do Eldorado do pré-sal foi por água abaixo. Ou melhor, continua debaixo d’água, pois é difícil extrair lucro das riquezas localizadas abaixo dos cinco mil metros de profundidade de rochas que, que por sua vez, estão debaixo de 2 mil metros de água do oceano Atlântico.

Iludiu-se quem esperava rios de dinheiro do “ouro negro” abissal e dos royalties do pré-sal para a educação e a saúde.… Ler mais

Leia mais
Página 1 de 512345
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.