FUNAI quer reforço para acabar com conflito entre fazendeiros e índios guarani-kaiowá em MS

Lideranças indígenas de seis povos (Guarani-kaiowá, Terena, Munduruku, Baré, kambeba e Baniwa) realizam ato em protesto ao assassinato do líder Guarani-Kaiowá, Semião Vilhalva (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Lideranças indígenas de seis povos – Guarani-kaiowá, Terena, Munduruku, Baré, kambeba e Baniwa,  realizam ato em protesto ao assassinato do líder Guarani-Kaiowá, Simeão Vilhalva .

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Por causa do conflito fundiário entre índios guarani-kaiowá e fazendeiros em Mato Grosso do Sul, o Ministério da Justiça pode reforçar a presença da Polícia Federal e da Força Nacional no Estado. A informação é do presidente da Fundação Nacional … Ler mais

Leia mais
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.