‘Sistema São Mateus’ é capaz de recuperar até três milhões de hectares de pastagens degradadas em MS

Foto: Sílvia Z. Borges/Embrapa

Sílvia Z. Borges/Embrapa -

“Levando-se em consideração que um milhão de hectares seja recuperado, a região terá um incremento na produção de R$ 2,415 bilhões/ano.
Sem falar dos benefícios sociais e ambientais que isso gera”, analisa Júlio Cesar Salton, da Embrapa Agropecuária Oeste, se referindo também aos ganhos ambientais de proteger os solos melhorando sua qualidade e contribuindo para a mitigação da emissão de Gases de Efeito Estufa – GEEs.
Ler mais
Leia mais

Floresta regenerada é esponja de carbono

Estudo de consórcio internacional que inclui cientistas brasileiros mostra que vegetação secundária na América Latina absorve 11 vezes mais CO2 do ar que matas amazônicas maduras

As florestas secundárias, que rebrotam após o desmatamento de uma área, são conhecidas pelo nome algo pejorativo de capoeiras. A palavra vem do tupi e significa, literalmente, “mato que não é mais”.

Vistas como pobres em biodiversidade e jamais tão ricas em estoque de … Ler mais

Leia mais

Solo retirado de construções pode ajudar a recuperação de áreas degradadas

Um estudo realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa,  revelou que uma parte do solo retirado em construções e áreas de mineração pode ter um excelente reaproveitamento para regeneração de áreas degradadas.

A técnica consiste em retirar a camada superficial do solo de uma área a ser explorada e aplicar esse material em locais destinados à compensação ambiental.

Normalmente descartado em aterros e em áreas próximas a rodovias, … Ler mais

Leia mais
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.