Site reúne dicas para quem vai viajar com pet

 

 1 – Aluguel por temporada

Poucos hotéis e pousadas recebem animais de estimação e, quando hospedam, nem sempre têm estrutura para o pet.

No acervo de mais de 28 mil imóveis do AlugueTemporada, 8.900 estão preparados  para a acomodação de animais de estimação com camas, brinquedos e recipientes para comida e bebida.

Sem falar que com essa opção seu pet faz parte da viagem e integra um momento em família.

 

image001

 

2- Informe-se sobre veterinários próximos ao imóvel

Muitos proprietários do AlugueTemporada dispõem de lista de telefones para emergência de veterinários e pet shops de plantão.

Junto a isso, é bom já sair de casa com um mapeamento dos locais próximos ao imóvel onde é permitida a entrada de animais, para incluir o dog ou o gatinho na viagem.

 

image002

 

3- Não esqueça a carteira de vacinação do animal

É obrigatório levar a carteira de vacinação e um atestado de trânsito emitido por médico veterinário, chamada guia de trânsito, para transportar o animal sem risco.

Assim evita possíveis transtornos e reforça a segurança dele e de toda a família.

 

image003

 

4- Vai de carro? Preste atenção.

Sabe aqueles filmes que mostram o cachorro no carro viajando com a cabeça para fora? Livre, leve e solto? Pode esquecer isso na vida real. É perigoso para todos, tanto para eles, quanto para as pessoas que estão no carro.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, é proibido levar animais em partes externas do veículo ou dirigir com os pets entre os braços ou pernas.

Eles devem estar seguros em caixas de transportecadeiras próprias, ou em cintos adaptadores. Outro ponto importante é não dar alimentos quatro horas antes do percurso.

Para água, a recomendação é uma hora antes. No caso dos felinos, o jejum é de duas horas antes do percurso.

É bom seguir essa regra durante toda a viagem, dar comidas pode causar enjoo e alterar o sistema digestivo. Se a viagem for longa, programe pausas para reduzir o desgaste.

 

image004

 

5- Vai de avião? Algumas observações importantes.

As companhias aéreas oferecem a possibilidade de viajar com o pet, mas é preciso uma série de cuidados. Cada empresa tem suas próprias regras.

Em geral, assim como as viagens de carro, os bichos precisam estar com as vacinas em dia e devem ser acomodados em caixas adequadas para o transporte.

Por mais calmo que o animal seja, é preciso ter atenções especiais. Uma sugestão, se possível, é programar voos diretos e trajetos curtos.

Isso diminui a chance de desidratação, um dos maiores riscos durante uma viagem de avião. Além disso, evite embarcar com muita antecedência.

A companhia aérea Azul permite que o passageiro leve a caixa do animal ao lado, desde que o peso total dele do container totalize até 5kg.

A bordo, podem ser levados até três pets com mais de quatro meses de vida.

Na Avianca e na Gol o limite de peso é um pouco maior, sendo permitido até 10 kg.

Já na TAM, o critério é o tempo de vida, sendo permitido animais com mais de 90 dias.

 

image005

 

6-  Uma parada estratégica no pet shop

Como o animal vai ficar longe de casa, não dá para saber como vai ser a adaptação. Com isso, é bom contar com alguns calmantes naturais que já existem no mercado de pet shop.

Informe-se melhor com o veterinário, pode valer a pena! Outro produto para facilitar a vida  do dono são fraldas veterinárias.

Elas podem ser importantes aliadas para evitar um trabalhão no trajeto. Depois disso, é só aproveitar a viagem!

 

image006

http://revistaecoturismo.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.