RJ: Coleta Seletiva Solidária amplia e chega a 45 municípios

A valorização e inclusão social dos catadores de materiais recicláveis e a melhoria da gestão dos resíduos sólidos dos municípios do Estado do Rio de Janeiro são os principais objetivos do projeto Coleta Seletiva Solidária implantado pela Secretaria Estadual do Ambiente – SEA e pelo Instituto Estadual do Ambiente – INEA.

Segundo pesquisa realizada anualmente pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais – ABRELPE, o Rio é um dos estados brasileiros que mais produzem lixo.

Se joga fora, por dia, uma média 1,861 Kg de detritos.

Diante deste cenário, foi elaborado, em 2008, pela SEA/INEA, o Programa Lixão Zero, dentro do Pacto pelo Saneamento, cujo principal objetivo erradicar os lixões do Estado do Rio de Janeiro e, com a coleta seletiva, diminuir o volume de lixo a ser aterrado, aumentando a vida útil dos aterros.

O Programa Coleta Seletiva Solidária já assessora 45 municípios nas seus esforços de implantação da Coleta Seletiva solidária municipal, e desses 13 municípios já implantaram seus programas municipais de coleta seletiva siolidária, com a inclusão dos catadores históricos de materiais recicláveis.

O programa é desenvolvido através de oficinas de capacitação e planejamento participativo da Coleta Seletiva Solidária em quatro linhas de ação: gestores públicos municipais, escolas estaduais, órgãos públicos estaduais e catadores.

Nos municípios, as oficinas acontecem uma vez por mês por cinco meses para que a implantação da coleta seletiva solidária seja planejada de modo participativo onde todos os atores envolvidos possam discutir e contribuir para a construção de um programa municipal de coleta seletiva, inclusivo e duradouro.

A próxima capacitação acontece no Município de Miguel Pereira, dia 05/03/2012.

O Instituto vem desenvolvendo politicas de valorização do trabalho dos catadores através de cursos de capacitação e apoio a estruturação dos grupos em cooperativas ou associações.

Segundo a presidente do INEA, Marilene Ramos, desde novembro de 2008, o Instituto vem buscando capacitar os catadores de forma a gerar uma melhoria da viabilidade econômica de seus empreendimentos.

Acontece no dia 22/03/2012 em Angra dos Reis, a próxima capacitação para os catadores, na cooperativa Jabirangra.

Nas oficinas são abordados os seguintes temas:
mapeamento de riscos dos locais de trabalho de organizações de classificação de materiais,

logística – noções para elaboração de projeto de arranjo-físico do processo de reclassificação de materiais recicláveis,

educação previdenciária,

capacitação para cuidados aplicados à creche

e cuidados iniciais em situações de urgência – CISU.

Da Assessoria de Comunicação do INEA/RJ.

9 de fevereiro de 2012

www.amarnatureza.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.