Pequim fechará 2,5 mil empresas poluidoras de ar em 2016

 

Poluição na China

Agência Ansa Brasil/EPA/Direitos Reservados

 

Autoridades de Pequim anunciaram no sábado,  09/01/16,  a intenção de fechar este ano 2,5 mil pequenas empresas para tentar reduzir a poluição do ar, que obrigou à declaração dos primeiros alertas vermelhos em dezembro.

 

A China estabeleceu também o objetivo de reduzir em 500 mil toneladas anuais o consumo de carvão nos seis distritos que circundam a cidade de Pequim.

 

As medidas incluem ainda o fechamento de todas as caldeiras alimentadas a carvão na cidade até 2020, segundo informou a agência oficial chinesa Xinhua. As empresas poluidoras que serão fechadas este ano localizam-se em quatro distritos, um na cidade e três na periferia.

 

Segundo a informação divulgada, Pequim está eliminando progressivamente os grandes focos de contaminação do ar, como as centrais de produção elétrica alimentadas a carvão, mas, ao mesmo tempo, foram proliferando pequenas fontes de poluição.

 

O anúncio das autoridades chinesas ocorre quando o Centro Nacional de Controle Ambiental emitiu novo aviso de forte contaminação do ar na região de Pequim-Tianjin-Hebei para terça-feira (12) e quarta-feira.

 

Segundo dados oficiais, em 2015 Pequim registou média de 80,6 microgramas de partículas finas PM2.5 , das mais prejudiciais para a saúde,  por metro cúbico, ou seja, 1,3 vez mais que o limite permitido na China.

 

A Organização Mundial da Saúde, mais exigente, recomenda média máxima de emissão de PM2.5 de 25 microgramas.

 

Da Agência Lusa / ABr,

 

in EcoDebate, 11/01/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.