OCDE OU NÃO?

OCDE OU NÃO?

Cálculos do índice de desenvolvimento sustentável e competitividade da ABIDES apresenta 4 grupos de países e as diferenças para o maior índice (igual a 1 dos EUA) mostram que o Grupo 1, composto somente pela China que possui uma diferença de 13 (pontos), o Grupo 2 com França, Alemanha e Inglaterra na média de 20 pontos, no Grupo 3 temos Canada, Itália, Japão e Rússia com 35 pontos e no Grupo 4 temos Brasil, Argentina e Índia com 50 pontos.
Com exceção de Russia e China, os demais são países da OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Ou seja o Brasil e seu grupo para se equiparar aos países da OCDE teriam que crescer pelo menos 15 pontos para se equiparar ao time de baixo da OCDE – isto mostra que devemos deixar de sonhar com algo que não corresponde à nossa realidade; precisamos fazer muito ainda em termos de reformas, investimentos em infraestrutura e melhorar em muito a qualidade de vida do brasileiro, para depois entrar pela porta da frente da OCDE.

Em termos de espaços no mercado internacional somos sim um país emergente (em desenvolvimento) e assim continuaremos a ser por longas décadas, basta observar os índices de crescimento que mostram, por exemplo, que a China fez uma revolução sem armas e de 2000 a 2017 saiu das mesmas condições do Brasil para ser hoje a segunda potencia econômica mundial.

Por estes motivos, muito cuidado com o “andor das pretensões”, não temos bala na agulha para integrar a OCDE – é melhor usar as poucas vantagens de sermos “emergentes” do que nos portarmos como “uma freira no puteiro”, com toda a licença do uso dessa metáfora.

Eng. Nuclear Everton Carvalho

Presidente da ABIDES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.