Na medida da sustentabilidade – Tecnologia e Sustentabilidade – Edição 32

Harmonia entre fatores econômicos, sociais e ambientais resume o objetivo das empresas que buscam a sustentabilidade corporativa, uma vez que as estratégias e os procedimentos necessários para que esse cenário se torne realidade devem ser definidos de acordo com o perfil de cada organização.

 

O investimento em ensaios laboratoriais é uma dessas ferramentas capazes de garantir processos produtivos eficazes e de demonstrar qualidade ao consumidor, resultados que contribuem para o equilíbrio corporativo.

 

Segundo explica Celso Romero Kloss, Diretor Superintendente da Rede Paranaense de Metrologia e Ensaios – Paraná Metrologia, os ensaios laboratoriais têm como objetivo quantificar ou qualificar determinada quantidade ou característica de um material ou produto final.

 

“Com isso, é possível obter dados e informações para melhor trabalhar por meio de critérios objetivos em relação às questões relevantes e à manutenção das boas práticas da sustentabilidade, no âmbito econômico proporcionando melhorias nos processos, inovação dos produtos, desenvolvimento de novos processos, redução do uso de matéria-prima, ou seja, se a empresa busca qualidade e competitividade com sustentabilidade, é necessário medir para evoluir”, analisa.

 

Já em relação à interação homem e meio ambiente, a ótica central da realização dos exames laboratoriais em determinados setores ou empresas é a saúde da sociedade com foco no ser humano e a preservação do hábitat, com a correspondente proteção da fauna e da flora, conforme explica Kloss.

 

“Nos dias atuais, os ensaios possibilitam quantificar a quantidade de determinada substância e a interação dos materiais em determinado meio ambiente. Com isso, é possível reduzir os possíveis impactos para a saúde humana e animal e os possíveis agentes prejudiciais ao solo, à água dos rios, aos mares e às lagoas e à vegetação terrestre e aquática e, principalmente, à qualidade do ar proporcionado meios para reduzir a emissão de Gases de Efeito Estufa”, relata.

 

A Rede Paranaense de Metrologia e Ensaios possui parcerias com várias instituições que realizam esse tipo de serviço, entre elas:

 

–  O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná – IPEM/PR

–  O Instituto de Tecnologia do Paraná – TECPAR

–  O Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento – LACTEC

–  O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Paraná – SENAI/PR

Entre outros laboratórios do Estado.

 

“Além de parcerias com instituições de grande relevância, a Rede busca trabalhar em conjunto com profissionais de diferentes áreas que procuram no tema sustentabilidade um meio para garantir o futuro das próximas gerações.

 

Rosangela Mitiyo Handa, Engenheira Química, Interlocutora para Serviços Metrológicos da Gerência de Serviços Tecnológicos e Inovação do SENAI PR conta que, consciente da importância da metrologia para o desenvolvimento e a competitividade da indústria, a entidade coloca à disposição das empresas industriais a Rede SENAI de Laboratórios de Metrologia.

 

“A maior rede privada de laboratórios do país, com 208 laboratórios lotados nos 25 estados e no Distrito Federal e que oferecem serviços de calibração e ensaio em mais de 16 áreas tecnológicas”.

 

“Grande parte desses laboratórios é acreditada pela Coordenação Geral de Acreditação – CGCRE  do INMETRO, organismo de avaliação da conformidade reconhecido pelo Governo Brasileiro, contando também com laboratórios credenciados pelo MAPA, assim como laboratórios habilitados pela ANVISA”, relata.

 

No Paraná, o SENAI disponibiliza laboratórios de calibração de equipamentos e laboratórios de ensaios nas áreas de meio ambiente, construção civil, cerâmica vermelha, minerais não metálicos, celulose e papel, madeira e mobiliário, alimentos, tecnologia de informação e prototipagem, com futura ampliação para atender também as áreas de metal, mecânica e eletroquímica.

 

Para Celso Kloss, o atendimento às questões regulamentares e de qualidade inerente aos organismos acreditadores é o que comprova que um laboratório é confiável e eficaz. No Brasil, o organismo de acreditação de laboratórios é a CGCRE por meio da sua divisão denominada como Dicla.

 

Ele explica que a acreditação de laboratórios é realizada segundo os requisitos de duas normas, sendo a norma ABNT NBR NM ISO 15189 aplicada para laboratórios de ensaios clínicos e a ABNT ISO/IEC 17025 para laboratórios de calibração e de ensaios de materiais e produtos.

 

“A acreditação de acordo com essas normas não descaracteriza a necessidade de atendimentos a requisitos específicos de agências e outras instituições regulamentares, a exemplo da ANVISA e da ANATEL que possuem requisitos específicos”, detalha o diretor.

 

 

Motivos

 

 

Maior confiabilidade nos seus produtos por meio de informações fidedignas advindas dos ensaios laboratoriais, atendimento das exigências regulamentares, necessidade de buscar novos mercados e demonstração do desempenho dos seus produtos para a sociedade são alguns dos principais motivos que costumam levar uma empresa a buscar serviços laboratoriais.

 

“Já para os mercados que exigem a certificação compulsória dos produtos ou materiais, o trabalho com laboratórios acreditados é um requisito para certificação do produto e para manutenção dessa certificação”, destaca o diretor da Paraná Metrologia.

 

 

Obrigatoriedade e resultados

 

 

Para determinados mercados, há exigências particulares no âmbito regulamentar e de normatização com base na avaliação da conformidade e da legalidade.

 

Fabricantes de equipamentos relacionados à metrologia legal têm por obrigação encaminhar os seus equipamentos para o Inmetro ou instituições designadas, cujo propósito é avaliar se atende aos regulamentos técnicos metrológicos para aprovação técnica de modelo.

 

Os fabricantes ou importadores de produtos passíveis de certificação compulsória devem passar obrigatoriamente por análise de um organismo de certificação de produto, que entre outras atividades está a prática da realização de ensaios.

 

“Para o consumidor final, há uma percepção clara e objetiva (por meio de uma etiqueta visual) que o produto apresenta uma qualidade assegurada por uma instituição idônea e imparcial.”

 

“E para as indústrias há maior confiabilidade no uso de materiais e produtos que apresentam históricos e documentos que informam dados que podem ser utilizados no processo fabril”, expõe Kloss.

 

 

Confiabilidade

 

 

Para demonstrar a confiabilidade metrológica dos serviços oferecidos, os laboratórios ambientais e de madeira e mobiliário do SENAI já são acreditados pela CGCRE, e contam com a consultoria da Rede Paranaense de Metrologia para uma implantação conjunta para os demais laboratórios de suas diversas áreas de atuação, da norma ISO ABNT 17.025:2005.

 

“Salientamos, ainda, o papel importante da Rede Paranaense de Metrologia na qualificação do corpo técnico dos laboratórios do SENAI – PR no que se refere a temas relacionados à confiabilidade metrológica”, relata Rosangela.

 

Ainda com relação à confiabilidade da medição, Rosangela destaca a importância da participação dos laboratórios de ensaios e calibração em programas de ensaios de proficiência, “que se constitui em uma ferramenta reconhecida internacionalmente para demonstrar o desempenho técnico do laboratório e evidenciar a confiabilidade dos resultados obtidos”.

 

Tecnologias empregadas

 

 

O efeito estufa e a contaminação da água estão entre as principais preocupações por parte da sociedade em relação ao meio ambiente. Conforme explica Celso Kloss, as tecnologias utilizadas por laboratórios para realizar a medição de Gases de Efeito Estufa – GEEs são essencialmente realizadas no meio rodoviário em veículos e nas fábricas de transformação especificamente nas chaminés das indústrias.

 

Para o controle da qualidade da água várias técnicas e princípios de medição são utilizados, entre eles a cromatografia gasosa e líquida, espectrometria de massa, espectrofotometria de absorção e de emissão atômica, espectroscopia ultravioleta-visivel – UV-Vis, fluorimetria, entre outras, com as quais são quantificadas a contaminação com compostos orgânicos, metais e outras substâncias.

 

Importante mencionar, ainda, as metodologias para avaliar a contaminação com micro-organismos patogênicos, em decorrência da grande importância da água como veículo transmissor de doenças.

 

 

SENAI PR

 

 

Segundo conta Rosangela Handa, a primeira iniciativa em serviços de ensaios da Rede SENAI -PR de laboratórios foi na área ambiental, ainda na década de 80, visando apoiar as indústrias que já tinham como objetivo o desenvolvimento sustentável, em função de ação voluntária ou por pressão legal ou comercial.

 

“A cada dia que passa, o monitoramento e controle dos impactos ambientais causados pelos processos industriais torna-se cada vez mais importante, seja pelos prejuízos causados à imagem da empresa quando geram problemas socioambientais, seja pelo aumento da produtividade por meio do melhor aproveitamento dos recursos, redução do desperdício ou pela minimização dos custos com disposição e tratamento de resíduos”, analisa ela.

 

A engenheira conta que, no início das atividades dos laboratórios ambientais do SENAI – PR, os ensaios mais requeridos eram os de efluente, principalmente ensaios físico-químicos, alguns metais e alguns compostos orgânicos.

 

Atualmente, a demanda ocorre tanto para efluentes quanto para resíduos sólidos, solos contaminados, águas subterrâneas, água potável e, notadamente, para emissões atmosféricas.

 

“Ao longo dos mais de 15 anos que estive à frente dos laboratórios ambientais do SENAI – PR, é inegável a percepção do aumento da consciência ambiental das indústrias e de suas procura por serviços metrológicos confiáveis, principalmente as empresas de médio e grande portes.”

 

“Para as micro e pequenas empresas, considero fundamental o papel da Rede Paranaense de Metrologia na conscientização da importância do uso de adequadas ferramentas metrológicas, inclusive no que se refere a serviços de ensaios e calibração visando a sobrevivência nesse mercado cada vez mais competitivo”, avalia.

 

http://revistageracaosustentavel.blogspot.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.