Integração Brasil-Equador.

Integração Brasil-Equador.

ManguinhosA ABIDES recebeu delegação de consultores empresariais do Equador composta pela Engenheira Isabel Arguilés e a Advogada Lorena Ortiz que visitaram o Brasil no período de 11/03/2013 a 15/03/2013 dentro do seu Programa de Integração da América Latina. O foco das trocas de experiências foram as questões ligadas às políticas de Desenvolvimento Sustentável de ambos os países. Também constou da pauta de atividades da delegação visita à Biblioteca Parque Manguinhos onde os visitantes tomaram conhecimentos das atividades da biblioteca que vem se tornando uma referência nacional em termos da promoção da educação e cultura combinado com inserção social, abrangendo as favelas do entorno da instituição. Em funcionamento há 3 anos e instituída tendo como modelo a Biblioteca Parque de Medellín, Colômbia, a Biblioteca Parque de Manguinhos oferece, além de rico acervo de mais de 27.000 títulos, modernos equipamentos de acesso e processamento de informações, bem como espaços para a promoção de atividades culturais, como o teatro e a música.

 

Na parte ambiental do programa de visita, a Delegação Equatoriana, acompanhada do Presidente da ABIDES, Eng. EvertoMauán Carvalho, esteve em Visconde de Mauá/RJ quando foram feitas apresentações sobre os temas do Desenvolvimento Sustentável no Centro Cultural de Visconde de Mauá. O Projeto de Turismo Eco-Rural da ABIDES para a Região de Visconde de Mauá pelo lado brasileiro e o Projeto Yasuni- ITT, pelo lado equatoriano, foram os destaques principais deste encontro, que contou com a participação de importantes lideranças da região como o Secretário de Meio Ambiente de Itatiaia, os Administradores Regionais de Resende e de Itatiaia, a Presidente do Centro Cultural de Visconde de Mauá, Dra. Márcia Patrocínio, entre outros.

O Projeto Yasuni_ITT é um projeto pioneiro e inédito em termos de compensação de recursos naturais não explorados – pelo projeto, o Equador se comprometeu em abrir mão da exploração de petróleo na área do Parque Nacional de Yasuni em troca de recursos equivalentes à metade do valor do petróleo não extraído, recursos estes oriundos de fundos e investidores individuais de vários países. A importância deste projeto se deve ao valor da área preservada em termos de biodiversidade de proteção dos povos originários (Tagaeri & Taromenane e Huaorani) que habitam a área de 9800 Km2.

A Delegação também realizou visita à Associação Comercial do Rio de Janeiro, onde foram recebidas pelo Dr. Marco Aurélio de Andrade, Coordenador das Câmaras de Comércio da ACRJ, que fez as honras da casa.

As visitas à Biblioteca Parque Manguinhos e ao Centro Cultural de Visconde de Mauá foram registradas no vídeo abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.