Fórum Social Temático em Porto Alegre pede nova ética e cuidado com o meio ambiente

Porto Alegre – O Comitê Organizador do Fórum Social Mundial Temático 2013 – FST 2013, de Porto Alegre e os movimentos sociais participantes aprovaram dia 31/1/13, no último dia do encontro, uma carta de propostas ao Fórum Social Mundial de Tunis, na Tunísia, que ocorrerá em março.

Pedindo uma nova ética, cuidado com o meio ambiente, preservação de técnicas tradicionais de produção, a carta enumera 20 temas que serão levados como sugestão às discussões do fórum mundial.

“Um novo mundo só é possível a partir do estabelecimento de uma nova ética, que inverta o atual pensamento individualista e calcado no lucro como deus da modernidade, para uma ética que leve ao pensar no outro e nas relações sociais e busque uma forma de viver baseada no respeito ao ser e à natureza”, diz um trecho do documento.

Na questão ambiental, a carta do FST 2013 ressalta a importância do papel da educação para a disseminação de práticas sustentáveis relativas ao meio ambiente.

“Devemos tornar cada cidadão um observador que conhece e fiscaliza as ações que compõem nosso cenário atual, exigindo das políticas públicas um resultado sustentável e que acompanhe as exigências da agenda local e global”.

O documento defende também a participação dos trabalhadores na construção de um projeto nacional de desenvolvimento. Também é destacada a necessidade de preservação dos modos tradicionais de produção.

“Acreditamos na importância da defesa da preservação do conhecimento e a difusão das técnicas tradicionais de transformação da matéria-prima em produtos artesanais, com o objetivo de garantir o desenvolvimento sustentável para milhares de famílias como uma forma alternativa de vida digna com compromisso social”.

A carta pede ainda a implementação de planos de metas nos legislativos municipais, na União e nos Estados.

O fórum defende a urgência na aprovação do Estatuto da Pessoa com Deficiência. “As cidades sustentáveis devem ter acessibilidade universal.

As mudanças de governo não podem impedir avanços de políticas estabelecidas, tampouco desvalorizar militantes, que, historicamente, estão na luta por direitos, em decorrência de suas opções partidárias”.

Nas semanas que antecederam o fórum, entidades como a Central Única dos Trabalhadores – CUT e a Marcha Mundial das Mulheres no Rio Grande do Sul se retiraram das discussões por discordar da principal organizadora, a Força Sindical no Estado.

As entidades divergiram da escolha do tema do FST 2013, que foram Democracia, Cidades e Desenvolvimento Sustentável, e apontaram que houve interferência da prefeitura de Porto Alegre no evento.

Em respeito ao luto das famílias das vítimas do incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria – RS, o Comitê Organizador do Fórum Social Temático 2013 suspendeu todos os shows previstos para o evento, que terminou dia 31/1/13.

Artigo de Bruno Bocchini – Enviado Especial da Agência Brasil

www.amarnatureza.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.