Fórum Mundial da Água: metas serão levadas a Rio+20

O 6º Fórum Mundial da Água terminou sábado, 18/03, em Marselha – França, com o compromisso assinado por 140 países de aumentar o acesso à água potável, tratamento de esgoto e a promover o uso inteligente da água.

O acordo é uma carta de intenção que não gera obrigações, ou seja, não haverá cobranças se algum país não cumprir o que prometeu.

Os resultados obtidos nesses 6 dias de evento – o fórum começou no dia 12, serão levados para a Rio+20, oficialmente conhecida como Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, que acontecerá em junho no Rio de Janeiro.

Na sexta-feira, 16/03, parlamentares do mundo todo assinaram documento em que se recomenda que sejam incluídas na legislação de cada país mecanismos de proteção aos recursos hídricos.

O Brasil foi representado por sete parlamentares: Senadores Rodrigo Rollemberg – PSB/DF, Jorge Viana – PT/AC, Aloysio Nunes – PSDB/SP, Sérgio Souza – PMDB/PR e a Senadora Kátia Abreu – PSD/DF, além dos deputados Irajá Abreu – PSD/TO e Leonardo Monteiro – PT/MG.

A delegação brasileira, presidida pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, foi a maior do evento, com cerca de 250 brasileiros entre empresas, parlamentares, representantes do governo e ONGs.

Todas as empresas administradoras de hidrelétricas estiveram presentes no fórum, como a concessionária Santo Antônio Energia, responsável pela usina hidrelétrica de Santo Antônio, no rio Madeira, e representantes das empresas Eletrobras, Furnas, CEMIG, entre outras.

Segundo informa da Agência Nacional das Águas, a forte presença do Brasil reforçou a posição do país sediar o 8º Fórum Mundial da Água, em 2018.

O destino do 7º Fórum já está escolhido: será na Coréia do Sul, em 2015.

20 de Março de 2012

www.oeco.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.