Etanol: nova enzima promete evolução

Uma nova enzima desenvolvida pela empresa de biotecnologia dinamarquesa Novozynes promete reduzir custos e aumentar os rendimentos na produção de etanol a partir de resíduos agrícolas, como a biomassa da cana-de-açúcar.

De acordo com a empresa, a nova enzima – Cellic CTec3, permite um desempenho 50% melhor em relação ao seu produto anterior.

A expectativa é de que ele seja cinco vezes mais eficiente do que produtos similares no mercado. O equivalente a 50 quilos de Cellic CTec3 produziria uma tonelada de etanol de segunda geração a partir da biomassa.

Em 2012 e 2013, dois parceiros da Novozymes utilizarão as novas enzimas em suas operações de produção de etanol celulósico.

Os usuários são o grupo italiano Mossi & Ghisolfi M&G, fabricante de embalagens PET, e a Fiberight, empresa americana especializada na conversão de lixo urbano em combustível renovável.

A M&G planeja abrir uma fábrica no norte da Itália para a produção de 45,4 milhões de litros de etanol ao ano a partir da palha de trigo e de outras matérias-primas locais.

Já a Fiberight pretende inaugurar duas fábricas nos Estados Unidos nos próximos dois anos: uma de pequeno porte em Lawrenceville, na Virgínia, outra com capacidade para 22,7 milhões de litros de etanol por ano em Blairstown, no Estado de Iowa.

No Brasil, uma pequena unidade de demonstração para produção de biocombustível avançado já está em funcionamento na cidade de Piracicaba/SP.

A planta, cuja capacidade de fabricação diária chega a mil litros de combustível celulósico a partir da biomassa de cana, é resultado do acordo firmado entre a Novozymes e o Centro de Tecnologia Canavieira – CTC em 2007. Até o final do ano, há interesse em integrar esta unidade a uma usina tradicional no país.

No final de 2011, a Petrobras também entrou na corrida pelos combustíveis avançados selando um acordo com a Novozymes, para melhorar a eficiência no processo de fabricação do etanol de segunda geração.

Da Agência Ambiente Energia –

09/04/2012

www.ambienteenergia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.