Eletronuclear participa de evento internacional

O engenheiro José Manuel Diaz Francisco,   Coordenador de Segurança da Eletronuclear, falará sobre

Cultura de Segurança e Percepção de Risco frente ao evento ocorrido   em Fukushima, dia 16, de 11h 30min às 13h,

durante o Congresso Latino Americano da Associação   Internacional de Proteção Radiológica – IRPA 2013, no Royal Tulip Hotel – Rua   Aquarela do Brasil, n° 75, São Conrado- RJ.

 

O evento, que vai de 14 a 19 de abril, reunirá profissionais de diversos países e   discutirá temas essenciais para a área nuclear como: tecnologia, cultura de   segurança, radioproteção e meio ambiente.

 

Será dada atenção especial à questão do   treinamento e da formação específica para quem trabalha com radiação. Estão   programadas palestras, cursos e sessões técnicas.

 

No dia 18,   às 9h30, o chefe da Divisão de Proteção Radiológica – DIPR.O da   Eletronuclear, Marcos Amaral, integrará a mesa sobre o Sistema de Informação de Exposição   Ocupacional – ISOE, na sigla em inglês,  no contexto das usinas nucleares   brasileiras, além de experiência operacional e benchmarking.

 

Essa edição do encontro está sendo organizada   pela Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica – SBPR, filiada à IRPA.   Juntamente com outras três instituições – a Comissão Internacional de   Proteção Radiológica – ICRP, a Comissão Internacional de Medidas e Unidades   de Radiação – ICRU e a Agência Internacional de Energia Atômica – AIEA, a   IRPA faz parte dos quatro pilares de controle de radiação no mundo.

 

José Manuel abordará critérios de segurança   adotados nas usinas brasileiras pós-Fukushima e o reforço do conceito de   “melhora contínua” na indústria. Já para Amaral, um dos organizadores do   congresso, o evento é de extrema importância para o crescimento profissional   dos que trabalham na área de proteção radiológica.

 

“A reciclagem de informações técnicas que o   congresso IRPA fornece é única, devido à abrangência de assuntos que são   abordados”.

 

Mais informações no site: www.sbpr.org.br/irpa2013.asp

 

Subsidiária da Eletrobras, a   Eletronuclear é a responsável por operar e construir as usinas termonucleares   do país. Conta com duas unidades em operação na Central Nuclear Almirante   Álvaro Alberto – CNAAA, com potência total de 1990 MW.

 

Hoje, a geração nuclear corresponde a   3% da eletricidade produzida no país e o equivalente a um terço do consumo do   Estado do Rio de Janeiro.

Pelo terceiro ano seguido, as usinas   nucleares brasileiras bateram recorde de produção.

 

Angra 1 e Angra 2 fecharam o ano de   2012 gerando, juntas, mais de 16 milhões de MWh – a melhor marca da história   da Eletronuclear. Angra 3, que está em construção, será a terceira usina da   Central.

 

Quando entrar em operação comercial,   em 2016, a unidade, com potência de 1.405 MW, será capaz de gerar mais de 10   milhões de MWh por ano – energia limpa, segura e suficiente para abastecer as   cidades de Brasília e Belo Horizonte durante o mesmo período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.