Disputa deve ajudar usinas em atraso

Disputa deve ajudar usinas em atraso

Em: 23/01/2017 às 13:45h por

 

O leilão de descontratação de energia de reserva deve ajudar, principalmente, as usinas de energia solar com atraso para serem implementadas, além de algumas eólicas que foram prejudicadas com a recuperação judicial da fabricante de turbinas Impsa.

Segundo levantamento feito pelo Valor, quase metade dos projetos de energia eólica com probabilidade “baixa” de entrar em operação tem participação de Furnas, subsidiária da Eletrobras.

Não há projetos de energia solar enquadrados nessa categoria, mas a Aneel identifica 730 megawatts (MW) de potência com probabilidade “média” e “dificuldade na viabilidade econômica do projeto”.

Há 719,3 MW de projetos de energia eólica enquadrados na probabilidade baixa de conclusão. Desse total, Furnas tem participação em 330,2 MW. A empresa tem ainda 127,5 MW enquadrados como probabilidade “média” pelo levantamento mais recente disponibilizado pela Aneel.

“No caso específico da fonte solar fotovoltaica, o leilão deve ter um papel interessante, no que diz respeito aos projetos do leilão de 2014. Esses projetos estavam com sua viabilidade econômico-financeira prejudicada por conta da mudança brusca que ocorreu no cenário macroeconômico brasileiro entre 2014 e 2015 em diante”, disse Rodrigo Sauaia, presidente da Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar).

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.