Curso de Capacitação pela Internet

MMA oferece curso de educação a distância para participantes da IV Conferência Nacional do Meio Ambiente.
Capacitao pela internet

 

O Ministério do Meio Ambiente – MMA,  está oferecendo curso de educação a  distância para os participantes da IV Conferência Nacional do Meio  Ambiente – CNMA.

 

O objetivo é debater o conteúdo do evento, estimulando a participação de toda sociedade, além de explicar o funcionamento do  evento e suas etapas preparatórias. A carga horária é de dez horas.

 

Para participar, é necessário se inscrever no site de cursos do MMA – veja aqui.   Também é possível acessar a apostila do curso neste endereço.

 

O tema  desta quarta edição é a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS,  desdobrada em quatro eixos prioritários: Produção e Consumo  Sustentáveis, Redução dos Impactos Ambientais, Geração de Emprego e  Renda e Educação Ambiental.

 

FASE LOCAL

 

A etapa nacional da conferência acontecerá de 24 a 27 de outubro, em  Brasília. Mas o processo começa pelas etapas locais, como – municipal e  regional, seguida da estadual.

 

Há, ainda, as conferências livres, que  podem ser convocadas por qualquer grupo de pessoas ou representações  governamentais interessados no debate. Já foram realizadas 66  conferências municipais e 54 etapas regionais.

 

Nas próximas  semanas, até começo de agosto, ainda serão realizadas cinco conferências macrorregionais, 33 municipais e 43 regionais.

 

Só esta semana estão  previstas 25 municipais e sete regionais – confira aqui o calendário completo.

 

Também acontece, de 26 de agosto a 10 de  setembro, a conferência virtual, que permitirá o debate por meio da  internet.

 

CADASTRO

 

As conferências  livres, que já estão acontecendo em todo país, devem ser credenciadas no Ministério do Meio Ambiente. O cadastro serve para que as propostas  levantadas nas modalidades livres sejam encaminhadas para a etapa  nacional.

 

Durante a conferência livre, é importante que os responsáveis  façam listas de presença detalhadas, para permitir identificar quantos  participantes estiveram presentes representando a sociedade civil, o  poder público, o setor empresarial, convidados, observadores e outros.

 

O mais importante é preencher a relação das ações prioritárias, que são o resultado da conferência livre.

 

O prazo para realização das  conferências livres começou em 1º de abril e segue até 10 de setembro.

 

As conferências estaduais também precisam ser cadastradas. Neste caso,  quem deve cadastrar são os membros das comissões organizadoras  estaduais, que receberão códigos para cadastrar os dados das etapas  municipais, regionais e macrorregionais, conforme o processo de  conferência em cada unidade da federação.

 
Os cadastros podem ser feitos aqui.

 

Por Tinna Oliveira

http://www.oeco.org.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.