COMUNICADO

Mensalmente, a Eletronuclear encaminha o Relatório de Acompanhamento Mensal do Empreendimento Angra 3 ao Ministério de Minas e Energia – MME,  Departamento de Monitoramento do Sistema Elétrico, à Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Geração, à Eletrobras – Diretoria de Geração e ao BNDES.

 

 

Conforme o Relatório do mês de julho de 2012 – comunicado formalmente ao MME, à ANEEL, ELETROBRAS e BNDES, o empreendimento apresenta um atraso de sete meses, postergando, assim, o início da operação comercial da Usina de 01 de dezembro de 2015 para 01 de julho de 2016.

 

O mais recente relatório, de agosto de 2012, confirma este dado.

 

 

Isso se deve, basicamente, a recursos e impugnações interpostos por empresas participantes da licitação para a contratação dos serviços de montagem eletromecânica, principal concorrência em andamento.

 

 

Todos os dez recursos interpostos até o momento foram rejeitados pela Justiça. Entretanto, permanece aguardando julgamento a reclamação de concorrente não habilitado na fase de pré-qualificação junto ao Tribunal de Contas da União – TCU.

 

 

Ao final de agosto de 2012, considerando o progresso físico individual de áreas como: licenciamento, engenharia, suprimentos nacionais e importados, construção civil, montagem eletromecânica, comissionamento, entre outras, o empreendimento Angra 3 apresentou um progresso físico global realizado de 41,3%, sendo que no Cronograma Executivo Geral do Empreendimento, o percentual planejado para a mesma data corresponde a 59,4%.

 

Rio, 28/09/2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.