Como tirar o visto para conhecer algumas das oito melhores cidades do mundo para se viver

 

Nova Zelândia

 

O “Liveability Index” – Índice de Habitabilidade, publicado pelo The Economist, listou as dez melhores cidades para se viver, oito ficam entre Austrália, Canadá e Nova Zelândia. Como tirar visto para conhecer ou, porque não(?), estudar em um destes destinos classe A em qualidade de vida.

 

Conhecer novas culturas, passar um tempo visitando, estudando e trabalhando em um país onde tudo parece funcionar, infraestrutura completa, ou seja, tudo o que costumamos dizer que faz parte do “primeiro mundo”.

 

Tirar o visto para conhecer ou estudar e trabalhar em um desses destinos pode ser mais fácil do que se imagina. Basta estar atento às regras vigentes em cada país que se pretende visitar. Para cada tipo de viagem existem procedimentos relacionados à documentação que devem ser seguidos.

 

As cidades melhores ranqueadas

 

Vancouver, Toronto e Calgary, no Canadá são as três entre as oito cidades listadas pelo índice de Habitabilidade do The Economist. “Destinos como Vancouver e Toronto são os preferidos entre estudantes brasileiros que são atraídos pela ótima infraestrutura local tanto para estudos quanto para o lazer. Calgary é uma boa pedida para quem pretende conhecer as raízes country canadense e explorar os caminhos das montanhas rochosas, as fazendas produtivas e as terras áridas onde se encontra fósseis de dinossauros”, sugere Alexandre Luis Pedrosa, diretor da Infovistos.

 

O Canadá é lugar para se explorar ao ar livre. Nem só as pistas de esqui são concorridas neste país. Passeios em Vancouver e Toronto são repletos de atrações em todas as estações do ano. Viagens de carro faz conhecer as muitas paisagens até chegar a fazendas, vinícolas, trilhas e parques. O saldo do verão é frutas frescas, tirolesa, fotos maravilhosas, passeios de bicicleta onde se pode conhecer parte da orla de Vancouver e a uma excursão inesquecível pela charmosa província de British Columbia.

 

E assim também são os cinco outros destinos, divididos entre Austrália (Melbourne, Adelaide, Perth e Sidney) e Nova Zelândia (Auckland), ideais para a prática de esportes radicais, com paisagens de outro mundo que serviram de cenário para a trilogia Senhor dos Anéis, praias paradisíacas, gêiseres, vulcões ativos e lagos multicoloridos na ilha norte.

 

Visto para o Canadá, Austrália e Nova Zelândia

 

De acordo com dados da Infovistos, normalmente, quem pretende passar mais tempo no país é quem procura estudar e trabalhar, o famoso intercâmbio. “Cerca de 45% de nossos clientes têm este perfil”, afirma o diretor da empresa. E, para ambos os casos, é preciso reunir diversos documentos, para solicitar o visto, que vai desde comprovação de laços com o país de origem, como certidão de casamento, emprego, filhos; carta da escola, no caso de estudo; além de provar que possui recursos disponíveis ou suficientes para manter-se no país, diz Alexandre.

 

“As dúvidas e a insegurança sobre como preencher os formulários mostram que a importância em ter uma empresa que preste assessoria na hora de solicitar o visto vai além da comodidade, ter uma empresa séria que conheça todos os processos e previna seu cliente de possíveis problemas que frustrem a viagem pode ajudar a garantir os resultados desejados na estada àquele país escolhido para passar uma temporada. A Infovistos presta todo o auxílio para que sejam apresentados documentos corretamente, o que aumenta as chances de aprovação.” Esclarece Alexandre.

 

Além disso, quando se fala em viagem de turismo, as etapas de aferição dos dados são igualmente minuciosas, principalmente em relação aos dados comprobatórios de que o requerente voltará para o Brasil, por isso quanto mais informações e documentos forem juntados ao processo e entregues ao agente mais serão as chances de sucesso junto à embaixada do país que pretende visitar.

 

Para facilitar a solicitação, a Infovistos preenche todos os formulários necessários, encaminha para a embaixada e orienta seus clientes com dicas sobre todas as etapas do processo, muitas vezes, sem a necessidade de sair de casa.

 

Mais informações www.infovistos.com.br

 

Fonte: Infovistos

 

27 de August de 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.