Bolívia rescinde contrato com OAS em estrada

Bolívia rescinde contrato com OAS em estrada

Infoglobo

LA PAZ – A Bolívia iniciou nesta terça-feira o processo para rescindir o contrato com a empresa brasileira OAS para a construção de uma estrada na selva amazônica do centro do país, projeto que provocou fortes protestos de grupo indígenas. O presidente Evo Morales anunciou a decisão, 15 dias antes de uma marcha indígena anunciada para rechaçar o projeto de 306 quilômetros que atravessaria o parque nacional conhecido pela sigla Tipnis entre o departamento central de Cochabamba e o distrito amazônico de Beni.
“Decidimos e iniciamos o processo de anulação do contrato de construção da estrada (…) que estava a cargo da OAS, por não cumprimento por parte da empresa”, disse Morales, em conferência de imprensa.

A decisão afeta as seções localizadas nas extremidades da estrada, já que o contrato para as obras na parte central já estava sem efeito desde o ano passado.

Morales não mencionou uma possível indenização para a OAS nem como poderia retomar a construção estimada em US$ 420 milhões dos quais cerca de 80% eram financiados pelo BNDES. A OAS que executa também outros projetos viários no país que Morales denunciou também como não cumprimento empresarial esperava uma comunicação oficial para se pronunciar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.