Avaliação da Rio+20: Entre a Fantasia e a Realidade

Até que enfim aconteceu a tão necessária Rio+20. Agora, vivemos o período pós Rio+20, no qual todos os erros do passado serão prontamente corrigidos.

Todas as medidas para proteger e recuperar o meio ambiente serão implantadas, ou seja, o capitalismo será banido da face da Terra, a superpopulação humana será suplantada em pouco tempo, e tudo entrará em equilíbrio.

Existem muitos pensadores que consideram a Rio+20 apenas como um pequeno avanço na organização social, que através dos séculos culminará no estabelecimento de uma sociedade sadia, que viverá em um planeta, este mesmo onde vivemos, mas melhorado, ou melhor, aperfeiçoado, onde todas as formas de vida tenham plenas condições de existência.

Como são pessimistas estes pensadores! Será que eles não estão vendo que tudo já está em pleno processo de transformação, que a perfeição será atingida em poucos dias, talvez ainda neste mês de junho, de queima de fogueiras e estourar de fogos.

Ou eles não entendem que isso significa proteção ao meio ambiente?

É necessário que reconheçamos que tudo que precisava ser feito, feito já está, e tem o nome de confederação não sei do que lá, mas, resumindo, é a Rio+20.

Nem tanto, nem tão pouco. O que é fato é que a Rio+20 foi realizada, e tudo continuará a piorar, como se esperava. Até quando…?

Na prática, a resposta a essa pergunta será dada ainda neste século XXI, que será o século final.

Mas, se é preciso continuar se iludindo, que continuem, mas, lembrem-se, as ilusões não mudarão a realidade.

Gostaria de escrever muito mais, mas falta-me tempo, E nem sei se seria necessário. Como já disse, nosso tempo, o tempo de todas as formas de vida, aqui é pouco. Devemos,pois, aproveita-lo para contemplar a destruição do que ainda há.

Artigo de Valdeci Pedro da Silva – Arquiteto e Urbanista

EcoDebate, 28/06/2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.