ABIDES: Avaliação da Conferência Rio+20.

ABIDES: Avaliação da Conferência Rio+20.

Após oito dias de intensas atividades, a ABIDES encerrou sua participação na Conferência Rio+20. A ABIDES, dentro do seu planejamento estratégico atuou nos dois principais fóruns da Rio+20, a Conferência Oficial da ONU no Rio Centro, Rio de Janeiro, e a Cúpula dos Povos, Praia do Flamengo, Rio de Janeiro. Na Cúpula dos povos ficou instalado o nosso Stand dentro de uma coalizão de ONGs, entre elas a REBIA, a TV Planeta Dez e o Centro Cultural de Visconde de Mauá – CCVM.

Um dos pontos fortes da nossa atuação na Cúpula foi a exposição “O Papel das Vilas” composta por obras dos artistas plásticos da Região de Visconde de Mauá utilizando várias técnicas artísticas sempre tendo por base o Papel Botânico Artesanal, desenvolvido por Maurício Rosa, que, juntamente com Márcia Patrocínio, Presidente do CCVM, apresentou as obras e a tecnologia sustentável utilizada na produção do Papel Botânico Artesanal. Milhares de pessoas tiveram a oportunidade impar de conhecer os trabalhos dos artistas plásticos e 600 pessoas assinaram o livro de visita à exposição.

Na abertura da Cúpula, a ABIDES promoveu seu evento de abertura na tenda T2a no espaço “Territórios do Futuro” tendo por foco “O Desenvolvimento Sustentável na América Latina”. Neste evento foram apresentados os projetos e ações da entidade voltados para a promoção do desenvolvimento sustentável em sete países da América do Sul, bem como as atividades do Projeto TEEB – Região de Visconde de Mauá. Contamos na ocasião com palestras do Ambientalista Vilmar Berna, coordenador da REBIA, apontando os principais desafios da Rio+20, do Presidente da ABIDES, Eng. Everton Carvalho que defendeu a busca da universalização dos serviços ambientais, destacando a importância da valoração dos serviços ambientais dentro do conceito da “Economia Verde” e da Diretora de Relações Institucionais da ABIDES, Bióloga Neila Cortez, que enfatizou a importância da preservação dos recursos naturais e principalmente o papel das áreas de preservação ambiental.
A ABIDES promoveu um show com a nata dos artistas de Hip Hop do Rio de Janeiro, liderados pela artista Negra Rê e pelo MC Johnny, contando com a apresentação de diversos artistas que apresentaram rimas sobre o tema “A Natureza Chora”. Diversas intervenções de lideranças ambientais enriqueceram o evento de abertura da ABIDES que atraiu um público expressivo.

O stand da ABIDES na cúpula dos povos foi um ponto de articulação e de reflexão sobre os temas ligados ao desenvolvimento sustentável. Diversos dirigentes de ONGs, empresas e autoridades visitaram o stand e diversas propostas de parcerias foram discutidas e serão objeto de ações futuras da entidade, dentro de suas linhas mestras de atuação. Milhares de estudantes, ativistas e visitantes em geral tiveram acesso aos materiais informativos da ABIDES e assistiram aos vídeos temáticos apresentados em nosso “Telão”.

No domingo à tarde, 16 de junho, a ABIDES Cultural promoveu um grande show de Hip Hop e uma batalha de MC’s sobre o tema “A Natureza Chora” com participação de grandes nomes do Hip Hop do Rio de Janeiro e de outros estados como Leões do Rap, da Bahia, MC Fabian do Espírito Santo e da artista haitiana MC Kapitein J. Ruff. Foi um momento de grande expressão na Cúpula dos Povos congregando grande parte da juventude presente, fortalecendo as propostas da ABIDES pela sustentabilidade do planeta.

Dentro da programação cultural do nosso stand, o filme “Os Caminhos da Mantiqueira” foi apresentado em seções diárias às 17h30min, que se transformaram em momentos de debate sobre a necessidade de garantir a preservação ambiental da região da Serra da Mantiqueira, conforme preconizado na “Carta da Mantiqueira”, documento assinado por milhares de pessoas e distribuída no Stand da ABIDES. O cineasta Galileu Garcia Junior, produtor do filme, participou de uma reunião no stand, onde apresentou detalhes da produção do filme e levantou a possibilidade de realizar outras produções em parceria com a ABIDES. Um das possibilidades discutidas com a ABIDES, representada pelo Eng. Everton Carvalho e com a INCIDE (Peru), representada pelo seu Vice-Presidente Alonso Veja Torres, foi um documentário sobre a Rodovia Transoceânica que liga os oceanos Atlântico e Pacífico através dos territórios do Brasil e do Peru.

No espaço do Rio Centro, o foco principal da atuação da ABIDES foi uma Conferência à Imprensa no dia 20/06, em parceria com a ONG CFACT (USA) sobre o tema das mudanças climáticas. Participaram da Mesa o Presidente da ABIDES, o Jornalista Marc Morano (CFACT), David Rothbard, Presidente do CFACT e Lord Christopher Monckton, ex-conselheiro de meio ambiente da Primeira Ministra Margaret Tacher. A mídia internacional tomou conhecimento de posições que contestam as mudanças climáticas previstas em decorrência do aquecimento global e também as alternativas para os países em desenvolvimento em termos de desenvolvimento sustentável. O fato mais relevante do evento foi o lançamento pela ABIDES do Índice Brasileiro de Competitividade e Sustentabilidade, atendendo ao apelo da ONU pela necessidade da criação de novos parâmetros capazes de medir o desenvolvimento sustentável, considerando que o PIB tradicional não captura as dimensões socioambientais do processo de desenvolvimento humano. Com esta ação a ABIDES lança, de forma inédita, o primeiro índice brasileiro capaz de medir o desenvolvimento sustentável.

A equipe da ABIDES composta por profissionais de diversas áreas e nossos parceiros vindos do Uruguai, Peru, Colômbia e Bolívia participaram ativamente da conferência, colhendo informações e participando dos debates da Rio+20, projetando a imagem da nossa instituição e gerando condições para novas parcerias futuras.
Na nossa avaliação, a partir de todos os indicadores que colhemos durante nossa rica participação no evento, a Rio+20 foi um passo importante rumo à consolidação do Processo do Desenvolvimento Sustentável mundial e nacional. Embora algumas opiniões considerem que não houve avanços expressivos como resultado do evento, na nossa avaliação, o desenvolvimento sustentável é um processo que se aplica na prática, no dia-a-dia dos projetos, como no nosso projeto TEEB – Região de Visconde de Mauá e nosso Projeto Saciarará de resgate social de crianças e jovens da Favela do Arará/Benfica, Rio de Janeiro, portanto dentro desta perspectiva, pelas inúmeras oportunidades de troca de informações a experiências, a Rio+20 trouxe resultados significativos.

Neste sentido, muitos elementos foram definidos na Rio+20 que consolidam nosso trabalho e propiciam o aperfeiçoamento da nossa ação, bem como abre um leque de oportunidades para novas parcerias. Embora, por um lado, tenhamos concordância com algumas críticas do movimento social e ambiental sobre os limites do modelo econômico capitalista na promoção das transformações que levam ao desenvolvimento sustentável, também admitimos que o modelo da Economia Verde, consagrado na Rio+20, é uma alternativa válida para a inserção de soluções práticas de superação de problemas imediatos que hoje impactam o meio ambiente e geram demandas excessivas sobre os recursos naturais. Em nossa opinião, somente a combinação equilibrada entre mecanismos de mercado e soluções ambientalmente consistentes será capaz de superar os grandes desafios que serão definidos nas Metas do Desenvolvimentos Sustentável pela via do roteiro aprovado no documento final “O Futuro que queremos”.

Neste aspecto, a ABIDES dará continuidade ao seu Estudo de Caso TEEB – Região de Visconde de Mauá, enquanto iniciativa pioneira de estudo de valoração de serviços ambientais na Região Sudeste do Brasil, consolidando a metodologia da ABIDES em parceria com a UNEP para a inserção da variável ambiental nos projetos de desenvolvimento do Brasil e da América Latina.
Eng. Everton Carvalho
Presidente da ABIDES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.