A ilha no Japão que recicla e reutiliza 80% dos resíduos que produz

 

japao-residuos-ecod.jpg

 

Kamikatsu é um vilarejo de 2.000 habitantes situado em uma região relativamente isolada do Japão. Em 2001, o poder público local decidiu diminuir as taxas de incineração dos resíduos domésticos na cidade por meio da implantação do programa Zero Waste Academy.

No país asiático, o lixo não reciclado é geralmente incinerado, uma vez que a ilha sofre com problemas de espaço, tornando aterros sanitários inviáveis.

Os moradores da cidade passaram a separar seus resíduos em 34 tipos diferentes, que são levados a um posto de coleta pelos próprios cidadãos, em vez de serem recolhidos de maneira tradicional, apenas idosos sem carro estão isentos desta responsabilidade.

Como as casas estão localizadas em terreno montanhoso e a grandes distâncias umas das outras, a coleta com caminhões seria economicamente inviável.

Além disso, há subsídios para a compra de material para compostagem, que é estimulada pela prefeitura. No próprio centro de coleta há uma feira de trocas e artesanato feito a partir daquilo que é trazido.

A taxa de reciclagem da cidade, que era de 55% em 2000, agora gira em torno de 80%, sem levar em conta a compostagem doméstica.

O objetivo é reduzir a zero a quantidade de resíduos enviados a aterros sanitários ou incinerados até 2020, segundo informações da plataforma Cidades Sustentáveis.

Cronograma do programa

• 2001: Começa um programa de reciclagem na cidade que divide os materiais recicláveis em 34 tipos

• 2003: Declaração da adoção de um programa “Zero Waste” na cidade

• 2005: Criação da “Zero Waste Academy” na cidade, como instituição de pesquisa e troca de idéias para encontrar soluções para a questão dos resíduos

• 2006: A “Zero Waste Academy” de Kamikatsu bate a marca de 3.000 visitantes

Resultados

• Foi criada a “Zero Waste Academy”

• Três outras cidades japonesas anunciaram os mesmos objetivos que Kamikatsu, tomando-a como exemplo: Minamata, Oki e Hayama. A taxa de reciclagem da cidade, que era de 55% em 2000, agora gira em torno de 80%, sem levar em conta a compostagem doméstica.

– Conheça o especial Lixo Zero produzido pelo EcoD – 

 

GALERIA DE FOTOS

Masaru Goto, 73, stacks up crushed aluminum cans as part of his daily chores at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan on July 22, 2008. The town, whose residents number just over 2,000 people, has implemented a waste recycling policy that aims at eliminating waste entirely within the next 12 years and employs retired local residents to care for the waste disposal center.   Photographer: Robert Gilhooly
Masaru Goto, 73, stacks up crushed aluminum cans as part of his daily chores at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan on July 22, 2008. 
Photographer: Robert Gilhooly

 

A container is assigned for plastic tops at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan on July 22, 2008. The town, whose residents number just over 2,000 people, has implemented a waste recycling policy that aims at eliminating waste entirely within the next 12 years and employs retired local residents to care for the waste disposal center.   Photographer: Robert Gilhooly
A container is assigned for plastic tops at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan on July 22, 2008. 
Photographer: Robert Gilhooly

 

reciclagem3

 

 

Masaru Goto, 73, sweeps up as part of his daily chores at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan on July 22, 2008. The town, whose residents number just over 2,000 people, has implemented a waste recycling policy that aims at eliminating waste entirely within the next 12 years and employs retired local residents to care for the waste disposal center.   Photographer: Robert Gilhooly
Masaru Goto, 73, sweeps up as part of his daily chores at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan on July 22, 2008. 
Photographer: Robert Gilhooly

 

A resident disposes of cardboard boxes at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan. The town, whose residents number just over 2,000 people, has implemented a waste recycling policy that aims at eliminating waste entirely within the next 12 years and employs retired local residents to care for the waste disposal center. Waste must be divided up into 34 categories.   Photographer: Robert Gilhooly
A resident disposes of cardboard boxes at the waste disposal site in central Kamikatsu Town in Shikoku, Japan. Waste must be divided up into 34 categories.
Photographer: Robert Gilhooly

 

http://www.ecodesenvolvimento.org/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.