• Permacultura – Conheça o Sistema Ambientalmente Sustentável

Criada pelos ecologistas australianos Bill Mollison e David Holmgren na inicio da década de 70.

A permacultura é um método que trata os seres humanos e todos os outros organismos como um só sistema, ele é usado para planejar e manter os sistemas de escala humana como jardins, vilas, povoados e comunidades ambientalmente sustentável, socialmente justo e financeiramente viável.

A sustentabilidade ecológica

O termo, criado na Austrália, veio de “permanent agriculture” ou em português, agricultura permanente, e depois ” permanent culture”, cultura permanente.

A idéia inicial de sustentabilidade ecológica, passou para a sustentabilidade dos locais onde viviam as pessoas.

Na Permacultura é estabelecida em nossa rotina diária, hábitos e costumes de vida simples e ecológicos, um estilo de cultura e de vida em integração direta e equilibrada com o meio ambiente, envolvendo-se cotidianamente em atividades de auto-produção dos aspectos básicos de nossas vidas, referentes a abrigo, alimento, transporte, saúde, bem-estar, educação e energias, tudo isso de maneira sustentável.

Os príncipios, pilares e itens da Permacultura

Pode se dizer que a Permacultura tem como base três pilares que são:

1. Cuidar da Terra: Provisão para todos os sistemas de vida para continuar e se multiplicar.

2. Cuidados de Pessoas: Provisão para pessoas acessarem os recursos necessários para sua existência.

3. Repartir os excedentes e Estabelecer limites para a População e Consumo: Por que rege as nossas próprias necessidades, nós podemos definir recursos além de promover os princípios acima referidos.

E os príncipios da Permacultura atual são:

Observe e interaja –

Ao tomar tempo para se envolver com a natureza, podemos criar soluções que atendam a nossa situação particular.

Capte e armazene energia –

Com o desenvolvimento de sistemas que coletam recursos em abundância quando estão disponíveis, podemos usá-los em momentos de necessidade.

Obtenha rendimento –

Certifique-se que você está recebendo recompensas verdadeiramente úteis, como parte do trabalho que você está fazendo.

Pratique auto-regulação e aceite criticas –

Precisamos desencorajar as atividade imprópria para assegurar que os sistemas possam continuar a funcionar bem.

Use e valorize os serviços e recursos renováveis –

Faça o melhor uso da abundância da natureza para reduzir nosso comportamento de consumo e dependência de recursos não-renováveis.

Não produza desperdícios –

Ao valorizar e fazer uso de todos os recursos que estão disponíveis para nós, nada se perde.

Design partindo de padrões para chegar a detalhes –

Podemos observar padrões na natureza e na sociedade. Estes podem formar a espinha dorsal de nossos projetos.

Integrar em vez de segregar –

Ao colocar as coisas certas no lugar certo, as relações se desenvolvem entre as coisas e eles trabalham juntas para apoiar umas as outras.

Use soluções pequenas e lentas –

sistemas pequenos e lento são mais fáceis de manter do que os grandes, fazendo melhor uso dos recursos locais e produzindo resultados mais sustentáveis.

Use e valorize a diversidade –

diversidade reduz a vulnerabilidade a uma série de ameaças e aproveita a natureza única do ambiente em que ele reside.

Use as bordas e valorize os elementos marginais –

A interface entre as coisas é o lugar onde os acontecimentos mais interessantes acontecem.

Estes são muitas vezes os elementos mais valiosos, diversificada e produtiva no sistema.

Use criativamente e responda às mudanças –

Nós podemos ter um impacto positivo na mudança inevitável observando cuidadosamente, e depois intervir no momento certo.

Itens da Permacultura

• Água e a captação, armazenamento, filtragem, purificação e utilização

• Bioarquitetura e bioconstruções

Energias renováveis, solar eólica e hidroelétrica

Ecovilas, Ecobairros e Ecocidades.

www.vidasustentavel.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.